O Colégio Torres ficava em frente à CELPE – Companhia Energética de Pernambuco na avenida João de Barros. Nos intervalos das aulas, era no calçadão da CELPE que a gente sentava no chão e batia animados papos sobre política, amores, músicas e tudo mais que nossas mentes juvenis ousassem imaginar.